Economia

Santander contratou escritório de advogados para investigar banqueiros que foram a bar de 'strip' em Londres

20 setembro 2022 8:01

peter clayton (https://www.geograph.org.uk/profile/32313)

Alguns funcionários de “topo” e juniores foram a um bar de strip em Londres pós um dia de reuniões e o Santander contratou uma empresa de advocacia para investigar alegadas pressões sobre os mais jovens

20 setembro 2022 8:01

O Santander contratou um escritório de advogados para investigar um grupo de banqueiros que visitou um bar de strip em Londres após um dia de reuniões da empresa, para saber se os funcionários mais jovens se sentiram pressionados a participar, noticiou o “Financial Times”.

O incidente teve lugar em fevereiro, após a equipa de mercado de capitais do banco se ter reunido na sede do grupo no Reino Unido, para reuniões de departamento.

Nessa noite, sete membros masculinos da equipa, incluindo três gestores de topo e quatro juniores, foram a um bar de strip. Porém, um denunciante interno levantou preocupações sobre a viagem e o facto de o pessoal júnior se ter sentido pressionado a comparecer.

Além da investigação interna a decorrer, também o supervisor do mercado financeiro do Reino Unido (FCA) foi informado.

Para investigar a situação, o Santander contratou a empresa de advogados americana Gibson Dunn.

O escritório de advogados entrevistou até 15 pessoas que participaram na noite de reuniões, incluindo os sete indivíduos que foram ao bar e concluiu que não foi exercida qualquer pressão explícita sobre os membros mais jovens.

Nenhum dos envolvidos no incidente foi despedido, mas um dos gestores que organizou a ida ao bar foi alvo de uma ação disciplinar.

O Santander não adiantou pormenores, mas garantiu, em nota, que leva “a sério todas as preocupações sobre a conduta dos funcionários” e que segue um “processo rigoroso” na investigação deste tipo de incidentes.