Economia

Maré "vermelha" voltou ao PSI no fecho da semana

16 setembro 2022 18:06

Foto: Euronext

O PSI continuou a sua saga de perdas, ao fechar a sessão desta sexta-feira a cair 1,15%. Apenas o grupo EDP e a REN escaparam às quedas

16 setembro 2022 18:06

O PSI, índice de referência da bolsa portuguesa, fechou a sessão desta sexta-feira novamente no “vermelho”, com uma desvalorização de 1,15%, para 5851,94 pontos. Desde julho que o PSI não tinha uma pontuação tão baixa.

Das 15 cotadas que compõem o índice de referência português, só o grupo EDP e a REN escaparam às quedas. A EDP e a EDP Renováveis, dois dos “pesos pesados” (cotadas que mais influenciam o PSI), avançaram 1,47% e 0,37%, para 4,972 e 24,41 euros por ação. Já a REN ganhou 0,2%, para 2,545 euros.

As outras 12 cotadas encerraram o dia em terreno negativo, incluindo a Galp, Jerónimo Martins e BCP.

Destas três foi a retalhista aquela que viu a maior queda, ao perder 2,04%, para 22,14 euros por ação. Já a petrolífera caiu 1,95%, para 9,932 euros, e o banco registou uma perda de 1,97%, para 0,1441 euros.

Porém, a cotada que liderou as perdas foi, mais uma vez, a Semapa, que caiu 2,81%, para 13,16 euros por ação.

Lisboa segue, assim, a Europa, onde as principais praças também encerraram no "vermelho". Por exemplo, o índice de referência europeu, Stoxx 600, perdeu aproximadamente 1,6%.