Economia

Vindimas D`Ouro: 19 imagens que mostram o trabalho de homens e mulheres para fazerem vinho do Porto na paisagem Património da Humanidade

14 setembro 2022 16:36

Rui Oliveira

Fotógrafo

1 / 19
Um a um os cachos de uvas maduras, no ponto certo de maturação, vão sendo cortados
1 / 19

Um a um os cachos de uvas maduras, no ponto certo de maturação, vão sendo cortados

rui oliveira

2 / 19
O trabalho continua a ser manual, mas as máquinas vão ajudando a carregar as uvas da vinha até ao lagar
2 / 19

O trabalho continua a ser manual, mas as máquinas vão ajudando a carregar as uvas da vinha até ao lagar

rui oliveira

3 / 19
3 / 19

rui oliveira

4 / 19
Na Quinta da Roêda, onde o Douro faz um ângulo preciso de 90 graus, o rio está sempre debaixo do olhar de quem trabalha ao longo de uma margem que se estende por 3 km
4 / 19

Na Quinta da Roêda, onde o Douro faz um ângulo preciso de 90 graus, o rio está sempre debaixo do olhar de quem trabalha ao longo de uma margem que se estende por 3 km

rui oliveira

5 / 19
5 / 19

rui oliveira

6 / 19
Com 781 hectares de vinhas próprias e 73 viticultores parceiros, o grupo The Fladgate Partnership continua a dedicar-se em exclusivo ao vinho do Porto
6 / 19

Com 781 hectares de vinhas próprias e 73 viticultores parceiros, o grupo The Fladgate Partnership continua a dedicar-se em exclusivo ao vinho do Porto

rui oliveira

7 / 19
7 / 19

rui oliveira

8 / 19
Num ano extremo, marcado pelo calor e pela seca, os bagos são mais pequenos e a vindima "vai ser mais curta", mas a qualidade do vinho parece estar garantida, dizem os viticultores
8 / 19

Num ano extremo, marcado pelo calor e pela seca, os bagos são mais pequenos e a vindima "vai ser mais curta", mas a qualidade do vinho parece estar garantida, dizem os viticultores

rui oliveira

9 / 19
9 / 19

rui oliveira

10 / 19
No Douro, como noutras regiões do país, há quem garanta estar a fazer as vindimas mais precoces de sempre. Na Fladgate, também houve uma "ligeira antecipação". As vindimas começaram a 5 de setembro e acabam a meio da próxima semana
10 / 19

No Douro, como noutras regiões do país, há quem garanta estar a fazer as vindimas mais precoces de sempre. Na Fladgate, também houve uma "ligeira antecipação". As vindimas começaram a 5 de setembro e acabam a meio da próxima semana

rui oliveira

11 / 19
11 / 19

rui oliveira

12 / 19
12 / 19

rui oliveira

13 / 19
Os vindimadores trabalham das 8h às 17h nas vinhas. Depois da pausa do jantar, seguem para os lagares para mais três horas de trabalho, a pisar os bagos, até às 23h
13 / 19

Os vindimadores trabalham das 8h às 17h nas vinhas. Depois da pausa do jantar, seguem para os lagares para mais três horas de trabalho, a pisar os bagos, até às 23h

rui oliveira

14 / 19
14 / 19

rui oliveira

15 / 19
15 / 19

rui oliveira

16 / 19
Muitos vêm nas rogas, com o rogador (chefe). Deixam as suas aldeias por 3 ou 4 semanas e ficam a dormir nas quintas onde trabalham até ao lavar dos cestos
16 / 19

Muitos vêm nas rogas, com o rogador (chefe). Deixam as suas aldeias por 3 ou 4 semanas e ficam a dormir nas quintas onde trabalham até ao lavar dos cestos

rui oliveira

17 / 19
Num ano sem paralelo em termos de temperatura e secura, as vinhas dão mais uma vez prova de resiliência. A qualidade do ano vínico parece estar garantida, mas ainda é preciso esperar dois invernos para ver como o vinho do Porto evolui
17 / 19

Num ano sem paralelo em termos de temperatura e secura, as vinhas dão mais uma vez prova de resiliência. A qualidade do ano vínico parece estar garantida, mas ainda é preciso esperar dois invernos para ver como o vinho do Porto evolui

rui oliveira

18 / 19
18 / 19

rui oliveira

19 / 19
19 / 19

rui oliveira

De tesoura na mão, os vindimadores avançam pelos socalcos do Douro. É a azafama da vindima que volta a animar a mais antiga Região Demarcada do Mundo e garante uma nova colheita de vinho do Porto

14 setembro 2022 16:36

Rui Oliveira

Fotógrafo