Economia

Portugal coloca o máximo indicativo de 1250 milhões de euros em dívida a quatro e a 10 anos

14 setembro 2022 15:06

getty images

Portugal financiou-se esta quarta-feira em 1250 milhões de euros, o montante indicativo máximo, em dois leilões de Obrigações do Tesouro a quatro e a 10 anos

14 setembro 2022 15:06

O IGCP - Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública colocou esta quarta-feira, 14 de setembro, 1250 milhões de euros, o montante indicativo máximo, em dois leilões de Obrigações do Tesouro (OT) a quatro e a 10 anos.

Segundo a página do IGCP na agência Bloomberg, no prazo mais longo, de 10 anos, foram colocados 780 milhões de euros à taxa de juro de 2,754%, tendo a procura atingido 1343 milhões de euros, 1,72 vezes o montante colocado.

A quatro anos, o IGCP colocou 470 milhões de euros à taxa de juro 1,777%, tendo a procura atingido 948 milhões de euros, 2,02 vezes o montante colocado.

Numa nota, o IGCP tinha precisado que as maturidades das OT a serem leiloadas esta quarta-feira eram em 21 de julho de 2026 (quatro anos) e em 16 de julho de 2032 (10 anos) e que o montante indicativo global seria entre 1000 milhões de euros e 1250 milhões de euros.

Os juros da dívida de Portugal a dois, cinco e 10 anos abriram em alta nesta quarta-feira, respetivamente a 1,327%, 2,093% e 2,769%.