Economia

PSI abre sessão em baixa. Europa com perdas tímidas apesar de trambolhão de Wall Street

14 setembro 2022 8:56

gettyimages

Lisboa começou a cotar em baixa, alinhada com perdas ligeiras na Europa, um dia depois do pior dia de 2022 na bolsa nova-iorquina

14 setembro 2022 8:56

O PSI começou a sessão de quarta-feira, 14 de setembro, em baixa de 0,48% para os 5996,69 pontos, seguindo a tendência da maioria das praças europeias, com o índice de referência Stoxx 600 a recuar 0,28% pouco depois da abertura. Londres, Frankfurt e Paris perdiam, respetivamente, 0,97%, 0,2%, e 0,24%. Madrid contrariava o regime de perdas, ao subir 0,37%

As perdas são tímidas no Velho Continente em comparação com a sessão de terça-feira em Nova Iorque, naquele que foi o pior desempenho do ano do principal índice, o Dow Jones Industrial Average, que encerrou com uma queda de 3,94%.

O S&P 500 caiu 4,32% e o tecnológico Nasdaq perdeu 5,16% depois dos números da inflação norte-americana de agosto terem sido piores do que o esperado pelos analistas, o que pode sugerir que aí virão mais apertos na política monetária por parte da Reserva Federal dos Estados Unidos.

Em Lisboa, o BCP recuperava ligeiramente, com uma subida de 0,07% para os 0,14 euros, depois de ontem ter afundado 5% com notícias que davam conta que as autoridades chinesas pediram aos bancos que analisassem a sua exposição financeira à Fosun, conglomerado chinês dono de quase 30% do banco português.

A pressão estava a ser feita pela Navigator, que perdia 1,43% para os 3,71 euros, com a Galp Energia (-0,94% para os 10,49 euros) e a EDP (-0,42% para os 4,96 euros) a contribuirem para as perdas.

A Greenvolt, entretanto, valorizava-se 1,97% para os 9,32 euros e liderava o grupo de três cotadas que aumentavam de valor na manhã desta quarta-feira.