Economia

Inflação homóloga no Reino Unido desacelera para 9,9% em agosto

14 setembro 2022 10:27

O rosto da rainha Isabel II numa nota de 10 libras

daniel harvey gonzalez/getty images

Segundo o instituto estatístico britânico, a inflação no Reino Unido desceu de 10,1% em julho para 9,9% em agosto, devido a um recuo nos preços dos combustíveis

14 setembro 2022 10:27

O índice de preços no consumidor (IPC) do Reino Unido desacelerou para 9,9% em agosto, contra 10,1% em julho, mas ainda no nível mais alto em quase 40 anos, revelou esta quarta-feira o Office for National Statistics (ONS).

A ligeira queda na inflação deveu-se a preços mais baixos dos combustíveis, na sequência de uma queda no custo do petróleo, mas os preços da eletricidade e do gás, bem como dos alimentos e das bebidas não alcoólicas, subiram, de acordo com o ONS.

"O declínio da taxa de inflação homóloga em agosto de 2022 refletiu principalmente uma queda no preço dos combustíveis para motores", disse o instituto de estatística.

No entanto, o ONS observou que também se registaram aumentos em artigos como vestuário e calçado.

O Banco de Inglaterra antecipou que a inflação poderia atingir 13% antes do final do ano devido à subida contínua dos preços globais da energia.

A entidade britânica aumentou recentemente as taxas de juro de 1,25% para 1,75% para controlar a inflação e avisou também que o Reino Unido poderia entrar em recessão no último trimestre do ano e que esta situação poderia ser prolongada.