Economia

Google alvo de processos no Reino Unido e na Holanda. Indemnizações podem chegar aos 25 mil milhões de euros

13 setembro 2022 9:48

solen feyissa

A Google foi alvo de duas ações judiciais na Holanda e no Reino Unido em que é acusada de abuso de posição dominante no mercado da publicidade digital e de gerar perdas de milhares de milhões de euros às empresas de media

13 setembro 2022 9:48

A Google foi alvo de duas ações judiciais nos tribunais da Holanda e do Reino Unido, que visam condenar a multinacional por abuso de posição dominante no mercado da publicidade digital, e ressarcir a indústria dos media com indemnizações que podem chegar aos 25 mil milhões de euros.

Segundo o jornal britânico “The Guardian”, estas ações estão a ser financiadas por empresas especializadas neste tipo de litígios, que ficam com uma parte dos ganhos, caso a sentença venha a condenar a Google.

“Os grupos editoriais, incluindo órgãos de informação nacionais e locais que desempenham um papel vital na nossa sociedade, são há muito prejudicados pela conduta anticoncorrencial da Google”, comentou, num comunicado citado por vários meios, como o “Guardian” e a Reuters, o advogado Damian Geradin, do escritório de advogados belga Geradin Partners, responsável pela ação interposta na Holanda.

“É hora de a Google assumir as suas responsabilidades e compensar os prejuízos que causou a esta importante indústria”, acrescentou o mesmo advogado.

A ação que avançou no Reino Unido inclui automaticamente qualquer lesado, mas o processo na Holanda requer que as partes interessadas em eventualmente receber indemnizações terão de formalizar essa intenção junto do tribunal, de acordo com o “Guardian”.

Ao jornal britânico a Google remeteu para um esclarecimento que já tinha feito anteriormente, no quadro de uma investigação de que está a ser alvo por parte da autoridade britânica da concorrência. “As ferramentas de publicidade da Google e de muitos concorrentes ajudam os sites e aplicações a financiar os seus conteúdos, e apoiam negócios de diferentes dimensões a efetivamente alcançar os seus clientes”, defendeu a multinacional tecnológica.