Economia

Acionistas do Twitter aprovam compra que Musk já não quer. Decisão nas mãos da justiça

13 setembro 2022 18:57

nurphoto

Acionistas do Twitter aprovaram a proposta de compra por 44 mil milhões de dólares. Musk retirou entretanto a oferta e a empresa levou o dono da Tesla a tribunal. Resultado está nas mãos da justiça

13 setembro 2022 18:57

Os acionistas do Twitter aprovaram esta terça-feira a proposta original de Elon Musk de compra da empresa por 44 mil milhões de dólares (valor equivalente em euros), avança a “Reuters”. Assim, o resultado do negócio fica nas mãos da justiça norte-americana.

Tudo começou em abril, quando Musk fez uma oferta de 44 mil milhões de dólares pela rede social. Contudo, em julho, o bilionário informou o conselho de administração de que iria desistir da compra.

Os argumentos usados por Musk para tentar desistir do negócio prendem-se sobretudo com informação sobre contas falsas. O dono da Tesla alega que o Twitter "não cumpriu com as suas obrigações contratuais" por não ter fornecido todas as informações sobre spam e contas falsas na rede social que foram apresentadas na última vaga de pedidos.

O Twitter recorreu ao tribunal com sede em Wilmington (Delaware).

Entretanto, uma juíza ordenou ao Twitter que fornecesse mais dados para que Elon Musk possa fundamentar as suas queixas, mas não o volume “absurdo” solicitado pelo bilionário.

No final do mês passado, aproveitando a denúncia do antigo diretor de segurança do Twitter relativa à gestão interna das contas de spam, Elon Musk enviou uma nova carta à SEC - Securities and Exchange Commission (o supervisor do mercado de capitais dos Estados Unidos) a dar nota de que não irá levar a cabo a compra da rede social.

Perante esta ‘novela’, resta apenas aos tribunais decidir de que lado está a razão e se o negócio ficará, ou não, concluído.