Economia

Governador do Banco de França admite “recessão limitada” na Europa em 2023

9 setembro 2022 15:31

stuart franklin

O governador do Banco de França não descarta uma “recessão limitada” em França e na Europa em 2023. No entanto, a possível recessão não se comparará com a queda do PIB de 2020, por causa da pandemia

9 setembro 2022 15:31

O governador do Banco de França afirmou, esta sexta-feira, que não pode descartar uma “recessão limitada” em França e na Europa em 2023, num contexto em que a maioria dos analistas está a prever uma simples desaceleração da atividade.

"A economia europeia e a francesa enfrentarão uma desaceleração significativa no próximo ano e não podemos descartar uma recessão limitada”, disse François Villeroy de Galhau no discurso que fez num evento organizado, em Praga, pelo ‘think tank’ europeu Eurofi.

No entanto, no caso de a economia francesa se contrair em 2023, uma possível recessão “não teria nada a ver” com a queda histórica do Produto Interno Bruto (PIB) francês em 2020 devido à pandemia de covid-19, disse à AFP o Banco de França.

A recessão também seria “limitada no tempo”, adiantou a mesma fonte.

As declarações do governador são um alerta depois do Instituto Nacional de Estatística de Estudos Económicos (INSEE) ter publicado no último relatório económico que prevê uma desaceleração para 0,2% do crescimento do PIB no terceiro trimestre deste ano.

Para o último trimestre deste ano, o Banco de França prevê que o PIB do país registe uma estagnação.