Economia

Construir uma casa ficou 13,4% mais caro em julho

9 setembro 2022 12:10

getty images

Os custos de construção de habitação nova aumentaram 13,4% em julho, face ao mesmo mês de 2021. Produtos cerâmicos são o material que ficou mais caro

9 setembro 2022 12:10

Os custos de construção de habitação nova aumentaram 13,4% em julho, face ao mesmo mês de 2021, uma aceleração face aos 12,5% registados em junho, divulgou esta sexta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE).

De acordo com o gabinete de estatística, em julho "estima-se que os custos de construção de habitação nova tenham aumentado 13,4% em termos homólogos, mais 0,9 pontos percentuais que o observado no mês anterior".

No mês em análise, o preço dos materiais e o custo da mão-de-obra apresentaram, respetivamente, variações homólogas de 17,5% e de 7,7%. Em ambos os casos houve uma aceleração face a junho.

Entre os materiais que mais contribuíram para esta evolução estão os produtos cerâmicos, com crescimentos homólogos de cerca de 70%.

Já o gasóleo apresentou um crescimento homólogo acima dos 30% e as
madeiras e derivados de madeira, o cimento, os aglomerados e ladrilhos de cortiça e as obras de carpintaria e os tubos de PVC apresentaram crescimentos superiores a 20%.