Economia

Volume de negócios na indústria portuguesa aumenta 24,3% em julho

8 setembro 2022 12:07

nuno botelho

O “expressivo” aumento de preços na indústria fez com que o índice de volume de negócios na indústria registasse em julho um crescimento homólogo de 24,3%, embora abaixo do aumento registado em junho

8 setembro 2022 12:07

O índice de volume de negócios na indústria registou em julho um crescimento homólogo de 24,3%, menos 7,3 pontos percentuais do que em junho, continuando a ser influenciado pelo “expressivo” aumento de preços na indústria, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE).

“O resultado global continuou fortemente influenciado pelo aumento dos preços na indústria, cuja variação se situou em 24,8% (25,6% em junho)”, explica o INE.

Excluindo o agrupamento de energia, as vendas na indústria tiveram um aumento de 16,6% (24,4% em junho).

O índice de vendas para o mercado nacional cresceu 22,6% (27,3% em junho), contribuindo com 13,1 pontos percentuais (p.p.) (15,8 p.p. em junho) para a variação do índice total.

Já as vendas para o mercado externo cresceram 26,6% (37,6% no mês anterior), originando um contributo de 11,2 p.p. (15,8 p.p. em junho).

Por agrupamentos, o da energia deu o contributo mais expressivo para a variação do índice total, de 10,9 p.p., em resultado do crescimento de 54,9% (60,4% em junho).

Já o de bens intermédios e o de bens de consumo apresentaram aumentos de 18,5% e 16,2% (23,9% e 15,7% no mês precedente), tendo contribuído com 6,8 p.p. e 4,6 p.p., respetivamente.

Os bens de investimento, por sua vez, tiveram um aumento de 130%, após o aumento de 43,5% no mês precedente, contribuindo com 1,9 pontos percentuais.

Em termos mensais, o índice de volume de negócios na indústria aumentou 1,1% em julho deste ano, contra 0,6% no mês anterior.

Os aumentos homólogos do emprego, das remunerações e das horas trabalhadas fixaram-se em 2,9%, 6,8% e 1,7% em julho, contra as subidas de 2,9%, 6,6% e 2,6% no mês anterior, pela mesma ordem.