Economia

Mais 40.428 desempregados registados em Espanha em agosto

2 setembro 2022 10:11

juanjo martin/epa

O número de inscritos em centros de desemprego em Espanha aumentou em 40.428 no mês de agosto. É o segundo mês consecutivo de aumento do número de desempregados inscritos

2 setembro 2022 10:11

O número de inscritos em centros de desemprego em Espanha aumentou em 40.428 pessoas no mês de agosto, em relação com o mês passado, revelou esta sexta-feira o Ministério do Trabalho espanhol.

Os desempregados registados em serviços oficiais eram 2.924.240 no final de agosto, mais 1,40% do que no fim de julho, com a população empregada registada na segurança Social a superar os 20,1 milhões de pessoas, segundo dos mesmos dados.

Este é o segundo mês consecutivo de aumento do número de desempregados inscritos em serviços oficiais, depois de ter havido mais 3230 registados em julho.

Segundo o Governo espanhol, o aumento de inscritos em agosto é habitual, mas o registado em julho deste ano foi o primeiro ocorrido neste mês desde 2008, o que as autoridades associaram a um possível adiantamento de contratações em atividades associadas ao verão, atendendo à maior de procura dos consumidores neste setor após dois anos de pandemia.

Em agosto, segundo os dados conhecidos esta sexta-feira, desceram os desempregados registados no setor da agricultura (menos 6693, uma descida de 4,53%) e aumentaram os da indústria (mais4.974 ou 2,13%), construção (mais 5095 ou 2,23%) e serviços (mais 37.546 ou 1,85%).

O número de pessoas à procura do primeiro emprego diminuiu em 494, menos 0,20%.

Já em comparação com agosto de 2021 (comparação homóloga), há menos 82.583 desempregados registados oficialmente, uma descida de 12,29%).

Em julho, o Instituto Nacional de Estatística de Espanha revelou que a taxa de desemprego no país no segundo trimestre do ano foi de 12,48%, o valor mais baixo desde final de 2008, mas uma das maiores percentagens da União Europeia.