Economia

Forum para a Competitividade: 'Bazuca' pagou menos de um décimo do que devia

1 setembro 2022 16:25

paulo vaz henriques/lusa

Nota de conjuntura divulgada esta quinta feira alerta para “incompreensível” paralisia do investimento público e do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR)

1 setembro 2022 16:25

“Em julho e agosto, a execução do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) foi inferior a um décimo do que deveria ser”, alerta o Forum para a Competitividade na nota de conjuntura divulgada esta quinta-feira.

Pelas contas desta instituição, a execução do PRR já era baixa e voltou a cair nas últimas quatro semanas, passando de 27 para 21 milhões de euros. “Em condições normais, o ritmo de pagamentos deveria ser de 277 milhões de euros mensais, pelo que nos dois últimos meses se fizeram pagamentos inferiores a um décimo do ritmo que deveriam ser feitos. Esta paralisia é tanto mais incompreensível quanto a esmagadora maioria dos beneficiários são do sector público, o que deveria simplificar a fiscalização”.

De acordo com a informação prestada pela Estrutura de Missão “Recuperar Portugal”, que acompanha a execução do PRR, já foram assinados 100% do valor em contratos dos três segmentos, embora as taxas de aprovação sejam inferiores. A área da resiliência tem 35% de aprovações, a da transição climática 49% e a da transição digital 62%.

“No entanto, a 24 de agosto ainda só tinham sido realizados pagamentos de 1960 milhões de euros, dos quais apenas 767 milhões a beneficiários diretos e finais”, diz o Forum para a Competitividade. Os pagamentos já realizados representam 4,6% do total do PRR, sendo que 89% foi pago a entidades do sector público.

O Forum para a Competitividade critica também a desaceleração do investimento público. “Deixou de crescer em termos homólogos, quando era suposto aumentar 43% no ano. Insistimos que não se compreende como é que, em simultâneo, há um montante tão elevado de receita fiscal acima do esperado e uma quase paralisia do investimento público”.