Economia

Despesa do SNS com exames e análises no privado aumentou 48% em 2021

1 setembro 2022 9:19

getty images

SNS gastou 718 milhões de euros em exames e tratamentos no privado. Valor recorde é consequências dos gastos com testes à covid-19

1 setembro 2022 9:19

A despesa do Serviço Nacional de Saúde (SNS) com meios complementares de diagnóstico e terapêutica (MCDT) aumentou 48% o ano passado em comparação com 2020. No total, de acordo com o relatório anual de acesso aos cuidados de saúde no SNS e entidades convencionadas relativo a 2021, a que o “Jornal de Notícias” teve acesso, o SNS gastou 718 milhões de euros em MCDT.

O valor investido em 2021 é o mais elevado de sempre. Uma das razões para este aumento deve-se aos gastos com os testes covid-19, realizados em laboratórios privados. Este valor não engloba a despesa com testes nas farmácias.

Os 718 milhões refletem o aumento dos encargos com exames e tratamentos naqueles prestadores a pedido dos centros de saúde ou dos hospitais. É de realçar que este montante não contempla as áreas da hemodiálise e das cirurgias realizadas em unidades privadas ou sociais por falta de capacidade do SNS.