Exclusivo

Economia

Bancos vendem €850 milhões de ativos. Mas o segredo é a alma do negócio. E do capital de risco

O hotel Palácio do Governador, em Lisboa, é um dos ativos colocados à venda na carteira da ECS
O hotel Palácio do Governador, em Lisboa, é um dos ativos colocados à venda na carteira da ECS
MÁRIO JOÃO

CMVM admite que as sociedades de capital de risco não têm obrigações de divulgação de informação. Os ativos geridos pela ECS foram vendidos por €850 milhões. Mas só falaram sobre a operação os bancos que quiseram

A sociedade gestora de capital de risco ECS acordou em agosto uma transação avaliada em €850 milhões, segundo o “Jornal Económico”. A operação envolveu os principais bancos a operar em Portugal, com a venda das unidades nos fundos de reestruturação geridos pela ECS, para onde tinham ido ativos imobiliários e turísticos da banca na época da crise financeira, há cerca de uma década. Porém, a sociedade não deu nenhuma informação ao mercado… nem tinha de dar, de acordo com a legislação portuguesa.

Artigo Exclusivo para assinantes

Assine já por apenas 1,63€ por semana.

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para continuar a ler

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: dcavaleiro@expresso.impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas