Economia

Produção da Toyota em julho recua mais de 8%

30 agosto 2022 9:16

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

getty images

A Toyota produziu 706 mil automóveis em julho, com uma quebra face ao ano passado. O volume de produção caiu no Japão, mas cresceu nas fábricas que a Toyota tem no exterior

30 agosto 2022 9:16

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

A produção de automóveis da Toyota em julho caiu 8,6% em termos homólogos, para 706 mil unidades, revelou esta terça-feira a fabricante de carros do Japão.

No grupo como um todo, incluindo as marcas Daihatsu e Hino, a produção em julho baixou 6,9% face ao ano passado, para 835 mil unidades.

No que respeita à marca Toyota, a queda de produção foi especialmente sentida no mercado doméstico, cujas fábricas sofreram uma queda de atividade de 28% em termos homólogos, para menos de 222 mil unidades produzidas. Já as fábricas da Toyota fora do Japão produziram quase 485 mil carros em julho, mais 4,5% do que no mesmo mês do ano passado.

Em termos acumulados, nos primeiros sete meses do ano a produção da marca Toyota caiu 4,2% (com uma quebra de 20% no Japão e um crescimento de 4,5% nas fábricas no exterior), para 5,07 milhões de automóveis.

A queda da produção do grupo (incluindo Daihatsu e Hino) foi similar, de 4,2%, para 5,93 milhões de unidades.

No comunicado sobre os dados operacionais de julho, a Toyota explica que em julho “tanto as vendas como a produção desceram para valores aquém do ano anterior, devido ao impacto da Covid-19, bem como da escassez de componentes provocada pela crescente procura de semicondutores”.

No que toca à produção de carros fora do Japão, a Toyota admite que os números de julho ficaram abaixo do plano traçado pela empresa (que previa em julho que fossem produzidos 550 mil carros fora do Japão, acabando por ser fabricados apenas 485 mil), mas mesmo assim atingiram o valor mais alto já registado pelo grupo num mês de julho.

A Toyota indica que a situação na cadeia de fornecedores continua difícil, mas garante estar a fazer todos os esforços para entregar os automóveis aos clientes tão cedo quanto possível.