Economia

Empresas das Tecnologias de Informação criam no Porto 2.100 empregos no primeiro semestre

27 agosto 2022 8:58

Os profissionais do sector das Tecnologias de Informação deverão registar os maiores aumentos salariais em 2020

getty images

Dados cobrem apenas o universo de projetos acompanhados pela InvestPorto. Número de empregos criados ou em fase de criação pode ser superior, sinaliza fonte da autarquia portuense

27 agosto 2022 8:58

Pelo menos 35 empresas criaram ou criarão no Porto 2.122 empregos na área das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), durante o primeiro semestre do ano, de acordo com dados da Câmara Municipal disponibilizados à agência Lusa.

"Os dados a que temos acesso indicam-nos que, no primeiro semestre de 2022, na área das TIC, temos pelo menos 35 empresas com projetos de investimento no Porto concretizados ou com projetos em curso, correspondentes a 2.122 novos postos de trabalho", pode ler-se numa resposta da Câmara do Porto a questões da agência Lusa.

De acordo com fonte oficial da câmara municipal, os dados disponibilizados "cobrem apenas os projetos acompanhados pela InvestPorto ou projetos anunciados publicamente, pelo que não refletem todo o universo de empresas que se instalaram na cidade".

Já relativamente a anos anteriores, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) facultados à Lusa pela autarquia portuense, no final de 2020 existiam "1.282 estabelecimentos e 12.743 empregos na área das TIC".

"Entre 2017 e 2020, registou-se uma criação líquida de 205 novos estabelecimentos e 4.335 empregos neste domínio, o que corresponde a um aumento de +19% e +52%, respetivamente", pode ler-se na resposta enviada à agência Lusa.

Fonte oficial da autarquia liderada pelo independente Rui Moreira referiu ainda que entre os três anos referidos, "as TIC foram o setor que criaram mais emprego no Porto, passando a representar 8% do pessoal ao serviço das empresas no concelho", salientando que tal representa "mais do dobro da média nacional".

Relativamente a 2021 aos primeiros seis meses deste ano, "foram 48 as empresas com projetos de investimento no Porto concretizados ou em curso, correspondentes a cerca de 4.244 novos postos de trabalho".

"Estima-se, portanto, que o número de novos empregos criados no último ano e meio já ultrapassa o resultado acumulado nos 3 anos anteriores (2017-2020)", refere a autarquia.

A câmara faz ainda referência à estrutura municipal InvestPorto, que "já acompanhou mais de 430 projetos de investimento e contribuiu para a captação de mais de 725 milhões de euros em investimento que geraram a criação de mais de 14.400 novos postos de trabalho no Porto", desde a sua fundação, em 2015.

Relativamente à fixação dos titulares dos novos empregos na cidade, a autarquia refere que "não será possível assumir que todos os seus trabalhadores residem no Porto", mas afirma dispor de "várias medidas de incentivo à habitação que poderão contribuir para a fixação destes profissionais na cidade". No caso, faz referência ao programa Porto com Sentido, à Política Municipal de Habitação Acessível e ainda a isenções fiscais.