Economia

ADSE terá eleições a 30 de novembro

26 agosto 2022 12:15

Com um atraso de dois anos, será, finalmente, renovada a representação dos beneficiários da ADSE no respetivo Conselho Geral e de Supervisão

26 agosto 2022 12:15

Uma semana depois da publicação da portaria que regulamenta as eleições dos representantes dos beneficiários da ADSE no Conselho Geral e de Supervisão (CGS), surge hoje, sexta-feira, dia 26, a publicação do anúncio, nos media, a dar conta de que a votação está marcada para 30 de novembro.

A data é fixada pela presidente do conselho diretivo do instituto público de proteção na doença dos trabalhadores do Estado, Maria Manuela faria, depois de consultado o CGS, que esteve reunido ontem, quinta-feira.

Até ao próximo dia 3 de outubro devem ser entregues os processos de candidatura, dirigidos ao presidente da Comissão Eleitoral, função desempenhada pela presidente da ADSE, através do endereço eletrónico comissão.eleitoral@adse.pt.

Os membros de cada lista, os seus proponentes e o mandatário têm que ser beneficiários titulares, no ativo ou aposentados, com inscrição válida, em vigor e com os descontos em dia.

As últimas eleições ocorreram em 2017, altura em que a ADSE passou a ser um instituto público de gestão participada e foi criado o CGS, atualmente, presidido por João Proença. Com dois anos de atraso, os quotizados na ADSE vão ser chamados, de novo, a votos.

O CGS tem as funções de acompanhamento, controlo, consulta e participação na definição das linhas gerais de atuação da ADSE, sendo composto, entre outros elementos, por quatro representantes eleitos por sufrágio universal e direto dos beneficiários titulares do subsistema de saúde público.

Cerca de 935 mil funcionários públicos têm o direito a votar, sendo que (no total), incluindo familiares, a ADSE tem à volta de 1,3 milhões de inscritos.