Economia

Saldo da dívida direta do Estado diminuiu 0,41% em julho para 280 mil milhões de euros

25 agosto 2022 15:55

getty images

O saldo da dívida direta do Estado caiu 0,41% em julho face a junho, para 280 mil milhões de euros, segundo o IGCP. A variação resultou sobretudo da diminuição do saldo de Bilhetes do Tesouro

25 agosto 2022 15:55

O saldo da dívida direta do Estado diminuiu 0,41% em julho face a junho, para 280.114 milhões de euros, anunciou esta quinta-feira o IGCP - Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública.

“Em 31 de julho de 2022, o saldo da dívida direta do Estado cifrou-se em 280.114 milhões de euros, diminuindo 0,41% face a junho de 2022”, indica a instituição, no boletim mensal divulgado hoje.

O IGCP explica que esta variação resultou sobretudo da diminuição do saldo de Bilhetes do Tesouro em 2199 milhões de euros, enquanto o saldo de Obrigações do Tesouro manteve-se inalterado face ao mês anterior.

De acordo com o boletim, os saldos dos Certificados de Aforro (CA) e de Certificados do Tesouro (CT) registaram um aumento de 339 milhões de euros e uma redução de 208 milhões de euros, respetivamente.

“Adicionalmente, o stock de dívida aumentou em 55 milhões de euros pelo efeito decorrente das flutuações cambiais dos instrumentos de dívida denominados em moeda não euro avaliados ao câmbio do último dia de julho”, refere.

O IGCP assinala ainda que “incorporando o efeito cambial favorável da cobertura de derivados, correspondente ao valor nacional dos swaps de cobertura de capital, que ascendeu a 759 milhões de euros em julho, o valor total da dívida após cobertura cambial situou-se em 279.355 milhões de euros, diminuindo 0,43% face ao mês precedente”.