Economia

Lucro da Xiaomi cai 83,5% no segundo trimestre

19 agosto 2022 12:29

getty images

No segundo trimestre do ano, marcado por novos confinamentos na China, a fabricante de telemóveis chinesa Xiaomi registou uma queda de 83,5% no lucro e de 20,1% nas receitas

19 agosto 2022 12:29

A fabricante de telemóveis chinesa Xiaomi lucrou 1365,4 milhões de yuan (cerca de 198,3 milhões euros) no segundo trimestre, menos 83,5% que no mesmo período de 2022, segundo anunciado esta sexta-feira.

No período em análise a receita também caiu, para 70.170 milhões de yuan (10.190 milhões de euros), menos 20,1% que no período homólogo.

No total do semestre a queda do lucro foi ainda mais pronunciada. Na primeira metade do ano o lucro caiu 94,8%, para 834,8 milhões de yuan (121,2 milhões de euros). Já as receitas caíram 12,8%, para 143.522 milhões de yuan (20,8 mil milhões de euros).

As quedas no lucro e nas receitas no segundo trimestre podem ser explicadas, em parte, pelos confinamentos que ocorreram na China por causa de uma nova vaga de covid-19.

Segundo a Reuters, os dados divulgados recentemente mostram que a economia chinesa desacelerou em julho, ainda numa luta para recuperar de um segundo trimestre marcado pelos confinamentos.

Adicionalmente, o setor dos smartphones no país está estagnado, segundo a agência de notícias. As vendas de smartphones da Xiaomi, que geram mais da metade da receita total da empresa, caíram 29%.