Economia

Energia fotovoltaica: projectos aprovados nos últimos três meses aumentam em 50% a capacidade total em Portugal

19 agosto 2022 20:04

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

Foto: Getty Images

Portugal deverá terminar 2022 com uma potência solar operacional muito próxima dos 3 gigawatts. Só nos últimos três meses a Direção-Geral de Energia emitiu licenças de produção para mais de 1 gigawatt

19 agosto 2022 20:04

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

Em apenas três meses, entre maio e julho, a Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG) aprovou licenças de produção para novas centrais solares fotovoltaicas em Portugal com uma capacidade conjunta superior a 1 gigawatt (GW), perto de metade de toda a capacidade solar já em operação no país, que no final de junho ascendia a 2,2 GW.

A aceleração no licenciamento de centrais solares permitirá a Portugal reforçar a produção de eletricidade renovável, reduzindo, durante o dia, o recurso a centrais alimentadas a gás natural e à importação de Espanha. A atribuição de licenças de produção pela DGEG é um dos passos mais importantes no desenvolvimento de novos projetos de energia, já que tais licenças só são atribuídas depois de os projetos terem obtido ‘luz verde’ no licenciamento ambiental, uma etapa crítica e demorada, que pode fazer cair alguns empreendimentos.