Economia

Componentes automóveis: exportações aumentam 14,5% em junho

9 agosto 2022 17:28

andreas gebert/getty images

Sector fecha o semestre fecha a cair 1,8%

9 agosto 2022 17:28

As exportações do sector de componentes automóveis tiveram uma subida homóloga de 14,5% no mês de junho, para os 836 milhões de euros. É a segunda subida consecutiva e "indica recuperação", sublinha a associação sectorial AFIA, em comunicado divulgado esta terça-feira.

Assim, "no segundo trimestre de 2022 as exportações tiveram um acréscimo de 3,1% comparativamente ao período de abril a junho de 2021, passando dos 2.255 milhões de euros no ano passado para os 2.325 milhões de euros", refere a associação sem esquecer, no entanto, uma referência ao facto de o primeiro semestre ainda ter fechado com uma quebra de 1,8% face aos números de 2021, nos 4,7 mil milhões de euros.

A análise dos cinco maiores mercados do sector, responsáveis por 71% das exportações, mostra desempenhos positivos e negativos. Espanha continua a ser o maior mercado, com vendas de 1.330 milhões de euros (-5,2%), seguida pela Alemanha, com 1.027 milhões de euros (+6,6%). Apesar de cair 17,2%, França mantem-se na terceira posição, com 484 milhões de euros, enquanto os Estados Unidos, no quarto lugar, cresceram 33,8%, para 283 milhões de euros. Já o Reino Unido, no quinto lugar, caiu 13,5%, para os 207 milhões de euros.

Num comentário sobre a conjuntura que as empresas enfrentam, "num contexto de dupla transição, digital e tecnológica", a direção da AFIA afirma que "a indústria automóvel continua a viver uma situação complicada e que surge de uma conjugação de vários fatores, com destaque para a situação geopolítica relacionada com a guerra na Ucrânia e a tensão entre os EUA e a China".

Refere ainda "os problemas nas cadeias de abastecimento, que continuam a afetar toda a indústria automóvel, a escassez de semicondutores e outras matérias-primas; a inflação dos custos das matérias-primas, energia e transporte e problemas derivados da COVID-19".