Economia

Cerâmica e vidro procuram descarbonizar… mas “não há soluções imediatas”

7 julho 2022 7:40

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

toshiro shimada / getty images

O Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro, que está a promover a iniciativa Ceramic Tech Days, vai oferecer auditorias energéticas a duas dezenas de empresas do setor, que enfrenta uma pesada fatura de gás

7 julho 2022 7:40

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

Descarbonização? “Há uma grande curiosidade das empresas e o interesse em mudar as coisas. Já toda a gente percebeu que os combustíveis fósseis não são a solução”, aponta António Baio Dias, o diretor-geral do Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro (CTCV), que há mais de três décadas vem trabalhando para tentar ajudar estas indústrias a ganhar eficiência. Mas essa curiosidade choca também com a realidade no que toca a evolução tecnológica para reduzir as emissões deste setor intensivo em gás natural: “as empresas procuram soluções a médio prazo, não há soluções imediatas”, diz-nos o líder do CTCV, que esta semana está a promover em Alcobaça a iniciativa Ceramic Tech Days.