Economia

Função Pública perde até 6,2% do poder de compra com António Costa

19 abril 2022 22:00

Carlos Esteves

Carlos Esteves

Infográfico

tiago petinga/lusa

Nos governos de António Costa, os salários da Função Pública foram aumentados duas vezes, em 2020 e 2022. Mas a subida ficou longe do impacto da inflação neste período. Exceção são os vencimentos mais baixos

19 abril 2022 22:00

Carlos Esteves

Carlos Esteves

Infográfico

A reposição de rendimentos foi um dos 'slogans' do primeiro Governo de António Costa, suportado pela geringonça, que chegou ao poder no final de 2015. A reversão dos cortes salariais na Administração Pública (AP) que vinham dos anos da troika foi uma das prioridades. Contudo, o fim do congelamento das progressões e da tabela remuneratória ficou para mais tarde. As progressões foram retomadas a partir de 2018 e as atualizações salariais anuais só aconteceram em dois momentos, 2020 e 2022, e já no segundo Governo de António Costa.