Economia

Vendas de carros elétricos disparam 68,9% em janeiro

14 fevereiro 2022 13:54

Foto: Getty Images

À frente, nas vendas de carros elétricos e híbridos em Portugal, está a BMW, seguida da Mercedes e da Peugeot

14 fevereiro 2022 13:54

No mês de janeiro venderam-se em Portugal 2.405 veículos elétricos (100% elétricos e híbridos plug-in), considerando todas as categorias de veículos ligeiros e pesados, o que representa um crescimento de 68,9% em relação ao mês homólogo de 2021.

Os dados foram divulgados esta segunda-feira pela Associação de Utilizadores de Veículos Elétricos (UVE), que conclui ainda que “o início do ano 2022 é duplamente positivo, uma vez que os veículos elétricos continuam a ser muito procurados e, em termos absolutos, verifica-se um aumento de 981 veículos ligeiros e pesados relativamente a janeiro do ano passado”.

No que respeita aos veículos 100% elétricos (BEV, battery electric vehicles), no primeiro mês de 2022 foram registados 714 novos veículos em todas as categorias. Na verdade, e segundo a UVE, “quase que se triplicou o número de BEV vendidos em janeiro de 2021. Sem dúvida que o efeito pós pandemia desapareceu e talvez a conjuntura atual sobre a crise energética e económica seja responsável por este aumento. Ou pura e simplesmente, haverá cada vez mais empresas e pessoas interessadas em mudar de paradigma de mobilidade”.

No caso dos carros híbridos, após três meses consecutivos de variação homóloga negativa, recuperam novamente em janeiro de 2022.

Relativamente aos veículos ligeiros de passageiros novos, os responsáveis da UVE notam que enquanto o mercado de venda de veículos de combustão interna em Portugal “continua a cair (tendência que se mantém desde o ano passado)”, as vendas de veículos elétricos (100% elétricos e híbridos plug-in) cresceram 57,3% em relação ao mês homólogo e representaram, em janeiro de 2022, uma quota de mercado de 22,6%.

De salientar, ainda segundo a mesma associação, que o conjunto do mercado automóvel em Portugal continua a registar queda nas vendas, devido à contínua queda na categoria dos veículos com motor de combustão interna.

Somando as vendas  de carros elétricos e híbridos, a UVE conclui que, no primeiro mês deste ano, é a BMW que lidera, com 379 unidades comercializadas. Segue-se a Mercedes, com 281, e a Peugeot, 214.

No elétricos puros, a liderança cabe agora à Hyundai, com 118 carros vendidos, seguido da Audi, com 105, e da Peugeot, com 103 unidades.