Economia

Burger King: objetivo é crescer nos centros das cidades

Jorge Carvalho no Burger King da Cidade Universitária, em Lisboa

nuno botelho

Marca aposta em expansão de norte a sul, no serviço de entregas e em produtos de origem vegetal

22 março 2020 15:23

Pedro Lima

Pedro Lima

Editor-adjunto de Economia

A cadeia de hambúrgueres Burger King tem neste momento 120 restaurantes em Portugal, o último dos quais foi aberto recentemente em Fátima, naquela que é uma estratégia de aposta em cidades mais pequenas. E a ideia é aumentar o número de aberturas por ano, de norte a sul do país, explicou ao Expresso o diretor de operações Burger King para Portugal e Espanha.

“Temos estado a abrir cerca de 15 restaurantes por ano, em média, nos últimos quatro anos, e a ideia é acelerar o plano de expansão”, referiu Jorge Carvalho numa conversa que decorreu antes da situação de emergência relacionada com a pandemia da Covid-19, uma conjuntura que poderá atrasar os planos da marca em Portugal, mas que não altera a estratégia.

Este é um artigo exclusivo. Se é assinante clique AQUI para continuar a ler. Para aceder a todos os conteúdos exclusivos do site do Expresso também pode usar o código que está na capa da revista E do Expresso.

Caso ainda não seja assinante, veja aqui as opções e os preços. Assim terá acesso a todos os nossos artigos.