Economia

Novo Banco vai pedir mais 700 milhões de euros ao Fundo de Resolução

8 novembro 2019 7:57

Expresso

josé carlos carvalho

O montante de compensação de capital estimado nas contas do terceiro trimestre do Novo Banco supera já 640 milhões de euros

8 novembro 2019 7:57

Expresso

As contas do Novo Banco parecem ter voltado a derrapar. A instituição liderada por António Ramalho vai pedir ao Fundo de Resolução um valor superior à necessidade inscrita pelo Governo no Programa de Estabilidade 2019-2023 que totaliza os 600 milhões de euros de empréstimo no próximo ano, avança o “Jornal Económico” esta sexta-feira.

O montante de compensação de capital estimado nas contas do terceiro trimestre do Novo Banco supera já 640 milhões de euros. A nova chamada de capital deverá ser superior a 700 milhões de euros, apurou o semanário.

Esta informação foi confirmada ao “Económico” por diversas fontes próximas a este processo que dão conta da necessidade do Novo Banco acelerar a redução do rácio de NPL (non-performing loans, ou crédito não produtivo).

A injeção de capital do Fundo de Resolução ocorrerá, como no passado, no âmbito do mecanismo de capital contingente que foi acordado aquando da venda de 75% do banco ao Lone Star. O fundo está obrigado a injetar dinheiro no Novo Banco sempre que haja perdas na venda de um conjunto de ativos com impacto na estabilidade financeira do banco.