Economia

Imobiliário: um sector cada vez mais feminino

Sandra Fragoso está à frente da organização do Salão Imobiliário de Portugal

ana brígida

Há cada vez mais mulheres a trabalhar em imobiliário mas poucas estão em cargos de chefia. O que as trava?

13 outubro 2019 9:30

Ana Baptista

“Ainda há pouco tempo fui a uma reunião de um grande projeto imobiliário e estavam lá 15 pessoas — os donos da obra, os engenheiros, os promotores, os projetistas, entre outros — e eu era a única mulher.” “Acontece-me muitas vezes ir a uma obra com o engenheiro ou com o técnico de obra e acham sempre que ele é o administrador.” Estes dois episódios que foram contados ao Expresso por duas mulheres mostram como o imobiliário é, ainda, um sector maioritariamente masculino e que essa realidade acontece, principalmente, em cargos de chefia. Mas as mulheres que contam estas curtas histórias são a prova de que, nos últimos 15 a 20 anos, o sector evoluiu e está cada vez mais feminino.

Este é um artigo exclusivo. Se é assinante clique AQUI para continuar a ler (também pode usar o código que está na capa da revista E do Expresso).

Torne-se assinante