Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Porque é que Cascais é considerada uma ‘cidade inteligente’?

A vila tem recebido distinções internacionais pela aposta em serviços de mobilidade e pela forma como controla problemas urbanos

Pedro Lima

Pedro Lima

Editor-adjunto

Controlar os problemas no trânsito, as ruturas nas condutas de água ou os buracos nas estradas, através de um centro de comando único que monitoriza o território de todo o concelho, é um dos projetos já em curso em Cascais que tem contribuído para que esta vila seja apontada internacionalmente como um bom exemplo no que à gestão inteligente do território diz respeito.

Trata-se do Centro de Operações C2 — ou Cascais Cockpit, como começa a ser agora conhecido na Câmara —, que centraliza a informação de gestão do território e onde são tratados os incidentes que afetam o concelho. Abriu em setembro de 2018 e, para já, apenas está operacional a vertente ligada à mobilidade. Mas em breve a resolução de problemas relacionados com o saneamento ou com a energia vai começar a passar por ali.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. Pode usar a app do Expresso - iOS e Android - para descarregar as edições para leitura offline)