Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Portugal vai crescer mais do que a zona euro em 2019, prevê a Comissão Europeia

MÁRIO CRUZ/LUSA

A economia portuguesa vai crescer 1,7% acima do crescimento de 1,3% previsto para a zona euro que vai abrandar significativamente, segundo as previsões de Inverno publicadas esta quinta-feira pela Comissão Europeia. Mas será mais lenta do que 12 dos 19 membros do euro

A economia portuguesa não vai estar no grupo dos 12 mais rápidos da zona euro este ano, mas vai crescer mais do que o conjunto da zona euro e do que a Alemanha ou a França, revelam as previsões de Inverno da Comissão Europeia publicadas esta quinta-feira em Bruxelas.

Portugal deverá crescer 1,7% face a 1,3% para a zona euro, 1,1% para a Alemanha e 1,3% para a França. Mas vai ficar abaixo do crescimento projetado para 12 dos 19 membros da zona euro, com destaque para Malta (que deverá crescer 5,2%), Irlanda (4,1%) e Eslováquia (4,1%), os atuais ‘tigres’ da moeda única. No entanto, a desaceleração do crescimento na maioria destes 12 em relação a 2018 é muito superior à prevista para a economia portuguesa. A contracorrente estará a Grécia que acelera de 2% para 2,2% e prosseguirá a trajetória ascendente de crescimento em 2020.

A revisão em baixa do crescimento da zona euro para 2019 é muito significativa em relação às previsões publicadas em novembro passado: o ritmo desce de 1,9% para 1,3%. Uma previsão ainda mais pessimista do que a do Fundo Monetário Internacional (FMI), que, na atualização publicada em janeiro, projeta 1,6%.

Esta revisão em baixa do crescimento no conjunto dos 19 é devida ao corte no ritmo esperado para a Alemanha, o ‘motor’ da zona euro – que deverá crescer 1,1% em vez de 1,8% previsto no outono e menos do que 1,3% na projeção do FMI –, e para Itália que depois de dois trimestres em recessão em 2018 deverá crescer apenas 0,2% em 2019 face a 1% no ano anterior.