Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Maiores bancos já têm comissões para o MB Way mas só um vai cobrá-las. Para já...

Nuno Fox

BPI, CGD, BCP e Novo Banco têm nos seus preçários valores para cobrar comissões pelas transferências do MB Way mas até agora nenhum efetivamente as cobra. O BPI vai inaugurar-se

Até aqui o MB Way, uma aplicação da SIBS que permite aos clientes bancários fazer transferências entre entre si por telemóvel, não tem tido custos. Ou seja, estas transferências têm estado isentas de comissões para os clientes bancários. Mas esta situação pode mudar de figura. O BPI foi o primeiro a dar o ponta pé de saída, segundo revelou esta segunda-feira o diário digital Eco, notícia que fonte oficial do banco confirma ao Expresso.

O banco liderado por Pablo Forero afirma que "o BPI vai cobrar as transferência através da app MB Way".

Já a CGD, BCP e Novo Banco têm um valor indicativo nos seus preçários, mas, apesar disso, até agora nenhum cobra nada. Contactados, cada um destes bancos confirma que não cobram qualquer comissão mas admitem que, a seu tempo, decidirão se o vão fazer ou não.

A SIBS, em comunicado, afirma que "neste momento , todas as entidades aderentes ao MB Way mantêm a isenção de cobrança de valores aplicados às transferências MB Way", mas também diz que "as relações comerciais de prestação dos serviços aos clientyes são definidas pelos bancos emissores, que deverão contactar as respetivas entidades para saber quais os tarifários aplicáveis".

Comissões vão de 0,15 euros a 1,30 euros

Nos preçários dos bancos as transferências através da aplicação da SIBS - MB Way - têm valores de referência mas até agora os bancos não têm cobrado nada aos clientes que a utilizem. Na CGD o preço de referência é de 0,20 euros, no Novo Banco o valor é de 0,15 euros e no BCP o valor indicado ascende a 1,30 euros. No BPI o valor de referência era até agora de 0,20 euros mas, no futuro, a comissão será de 1,248 euros por cada transferência feita através da aplicação da SIBS.

O Santander é o único que não tem qualquer valor de referência no seu preçário.

A empresa que gere a rede multibanco e que é a responsável pelo MB Way, também esclarece que "não cobra qualquer comissão pelas operações realizadas na aplicação, respeitando o comportamento que, aliás, se aplica na Rede Multibanco. Isto porque, como se sabe, aos clientes que utilizem a rede Multibanco para fazer transferências não é cobrada qualquer comissão.

No comunicado feito esta segunda-feira, a SIBS remete para os bancos esclarecimentos sobre que tarifário aplicam "pela realização de transferências imediatas via MB Way".