Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Membros da Reserva Federal defenderam uma "pausa" na subida dos juros

Alguns participantes no comité de política monetária do banco central norte-americano defenderam na última reunião em dezembro a necessidade de "esperar para ver" em relação a futuras subidas da taxa diretora, revelam as atas publicadas esta quarta-feira

Alguns participantes na reunião de dezembro do comité de política monetária da Reserva Federal (Fed) defenderam a necessidade de uma "pausa" na subida das taxas diretoras, revelam as atas divulgadas esta quarta-feira.

Apesar dessa opinião, o comité decidiu, por unanimidade, a subida em 25 pontos da taxa diretora, que fechou o ano num intervalo entre 2,25% e 2,5%. E os participantes projetaram duas subidas em 2019.

A trajetória de descida da inflação de 2,9% em julho para 2,2% em novembro, permite "alguma latitude para se esperar para ver" em 2019 argumentaram esses membros do comité.

Da discussão sobre a orientação da política monetária ressalta que os participantes acham que "poderá ser apropriado" um aperto adicional "relativamente limitado". Ainda segundo as atas, "muitos" dos participantes acham que a Fed pode ter uma atitude "paciente" em relação ao endurecimento futuro da política monetária.

O mercado de futuros das taxas da Fed não aponta para nenhuma subida das taxas diretoras, pelo menos até fevereiro de 2020. A manutenção do intervalo atual regista uma probabilidade de 71% na reunião de dezembro de 2019 e de 65% na de janeiro de 2020.