Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

EDP e Galp perdem quota para a Endesa e Iberdrola no mercado livre de eletricidade

getty

Elétricas espanholas estão a ganhar terreno no segmento doméstico do mercado liberalizado, que em novembro tinha mais de 5 milhões de clientes

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

A EDP Comercial é ainda líder destacada no abastecimento de eletricidade a clientes domésticos no mercado liberalizado, mas os números de novembro, agora divulgados pelo regulador da energia, mostram que a EDP e a Galp estão a perder fôlego, leia-se quota, para as concorrentes espanholas Iberdrola e Endesa.

No segmento doméstico a quota da EDP baixou ligeiramente, de 76,8% em outubro para 76,7% em novembro, e a posição da Galp, que era há largos meses o segundo fornecedor de eletricidade das famílias portuguesas, recuou de 5,7% para 5,6%.

No mesmo período a Endesa reforçou a sua quota de 5,6% para 5,7% e a Iberdrola passou de 5,5% de quota em outubro para 5,7% em novembro, indicam os dados da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE).

Comparando com as estatísticas de há um ano a perda de mercado das duas empresas portuguesas para as espanholas é mais evidente: em novembro de 2017 a EDP tinha 79,5% do segmento doméstico (face aos atuais 76,7%) e a Galp 5,9% (face a 5,6% hoje). Já a Iberdrola e a Endesa tinham 4% e 3,7%, respetivamente.

Ou seja, no espaço de um ano os dois comercializadores portugueses viram a sua posição conjunta encolher 3,1 pontos percentuais, enquanto a quota somada da Iberdrola e da Endesa avançou 3,7 pontos percentuais (outros comercializadores, como a Gas Natural Fenosa, a Goldenergy e a Energia Simples, perderam quota).

Quota global da EDP melhorou em novembro

Embora no segmento doméstico as empresas portuguesas estejam a perder terreno para as concorrentes espanholas, no mercado liberalizado como um todo (incluindo consumos empresariais), a evolução é um pouco diferente.

De outubro para novembro a quota da EDP avançou de 41,8% para 41,9%, a da Iberdrola permaneceu estável em 17%, a da Endesa recuou de 16,8% para 16,7% e a posição da Galp baixou de 7,8% para 7,7%.

No segmento de grandes consumidores a liderança permaneceu com a Iberdrola (30,7% de quota em novembro), entre os industriais é a Endesa que tem a maior posição (27,3%) e nos pequenos negócios quem manda é a EDP (40,8% de quota).

O mercado liberalizado de eletricidade em Portugal fechou novembro com 5,09 milhões de clientes, cerca de 10 mil a mais do que em outubro.