ARQUIVO Diário

Negrão e Margarida Mano corresponsabilizam Rio: foi tudo articulado

antónio cotrim/lusa

Na primeira reunião do grupo parlamentar do PSD após a crise dos professores, dirigentes da bancada confirmaram que Rio orientou cada passo dos deputados na polémica votação em comissão

9 maio 2019 18:27

Filipe Santos Costa

Filipe Santos Costa

texto

Jornalista da secção Política

Fernando Negrão e Margarida Mano, líder e vice-presidente da bancada do PSD, reafirmaram na manhã desta quinta-feira, perante o grupo parlamentar, que Rui Rio acompanhou a par e passo tudo o que aconteceu na famosa reunião da comissão de educação, em que foi aprovada a contagem integral do tempo de serviço dos professores, com os respetivos benefícios remuneratórios e de tempo de carreira.

Negrão defendeu que a posição do PSD foi coerente com a sua história nesta matéria - no que seria mais tarde desmentido por vários deputados - e imputou à “avalanche mediática” a perceção de que terá havido erros do PSD ou um recuo após a ameaça de demissão de António Costa. Pelo contrário, nem Negrão nem Margarida Mano, que foi a principal negociadora do PSD neste processo, reconheceram erros ou recuos. Ambos alinharam com a narrativa oficial de Rui Rio - e foi explícita a forma como o líder e a vice da bancada o corresponsabilizaram por todos os passos deste processo.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. Pode usar a app do Expresso - iOS e Android - para descarregar as edições para leitura offline)