Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

“Se me mostrarem que consigo vender pastéis de nata por mil milhões de euros, invisto em pastéis de nata”

Stephan Morais, presidente do Conselho de Administração da Indico Capital Partners

Nuno Botelho

A Indico Capital Partners, liderada por Stephan Morais, anunciou esta sexta-feira o lançamento do seu primeiro fundo de investimento para apoiar startups tecnológicas. Em entrevista exclusiva ao Expresso, o líder analisa o estado da indústria nacional de investimento, os desafios do financiamento a novos negócios e explica por que razão só investe em tecnologia

Catia Mateus

Catia Mateus

texto

Jornalista

Reuniu mais de 20 investidores internacionais, entre eles o Fundo Europeu de Investimento, para criar o Indico Capital VC I. Lado a lado com Stephan Morais, ex-administrador executivo da Caixa Capital, na gestão do fundo privado de €46 milhões de euros estão Cristina Fonseca, cofundadora e sócia do unicórnio português Talkdesk, e Ricardo Torgal, ex-gestor de investimentos da Caixa Capital. Nos últimos meses a equipa analisou cerca de 800 empresas. Os quatro primeiros investimentos já estão concluídos.

A Indico Capital Partners anunciou esta sexta-feira a criação de um fundo de investimento, privado e independente, com mais de €46 milhões para apoiar startups tecnológicas na sua fase inicial. O ecossistema nacional de startups, como hoje o conhecemos, não terá mais de uma década. Há espaço e dimensão para um fundo privado como este?

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. Pode usar a app do Expresso - iOS e Android - para descarregar as edições para leitura offline)