Desporto - Tribuna

Marcelo, Costa e Santos Silva felicitam nadador Diogo Ribeiro. Títulos mundiais são "orgulho" nacional

4 setembro 2022 10:44

rick doyle

O Presidente da República, o primeiro-ministro e o presidente da Assembleia da República deram este domingo os parabéns ao jovem nadador Diogo Ribeiro pelo terceiro título e pelo recorde mundial

4 setembro 2022 10:44

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, felicitou este domingo o jovem nadador Diogo Ribeiro, que conquistou três medalhas de ouro no Campeonato do Mundo de Natação em juniores em Lima, no Peru.

De acordo com uma nota publicada no portal oficial da Presidência da República na Internet, o chefe de Estado “felicita o nadador Diogo Ribeiro”, pela conquista do título mundial de juniores nos 50 metros mariposa, com recorde do mundo, assim como pelas duas medalhas de outro nas provas de 50 metros livres e 100 metros mariposa.

O presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva, felicitou igualmente Diogo Ribeiro pela conquista, destacando como “motivo de orgulho” todos os “êxitos internacionais do desporto português”.

“Muitos parabéns a Diogo Ribeiro, triplo campeão mundial de natação em juniores. Os êxitos internacionais do desporto português são motivo de orgulho para todos nós”, escreveu Santos Silva na rede social Twitter.

O primeiro-ministro, António Costa, também felicitou este domingo Diogo Ribeiro pelas três medalhas de ouro no mundial de juniores de natação, no que considerou ser “um orgulho para o desporto nacional”.

“Parabéns Diogo Ribeiro! Três medalhas de ouro e um recorde mundial nos Juniores de Natação, que decorrem em Lima. Um orgulho para o desporto nacional”, escreveu o chefe de Governo no Twitter.

Diogo Ribeiro conquistou no sábado o título mundial de natação em juniores nos 50 metros mariposa, em Lima, no Peru, com recorde do mundo do escalão, juntando esta conquista às medalhas de ouro nos 50 livres e nos 100 mariposa.

O nadador do Benfica, de 17 anos, venceu a prova em 22,96 segundos, melhorando em nove centésimos o recorde do mundo júnior, que estava na posse do russo Andrei Minakov (23,05), desde outubro de 2020, retirando também 11 centésimos ao recorde nacional, que já lhe pertencia.

Diogo Ribeiro venceu confortavelmente a final, deixando o checo Daniel Gracik, na segunda posição, a meio segundo (23,46), e o dinamarquês Casper Puggaard, no terceiro lugar, a um segundo (23,96), após abdicar da meia-final dos 100 metros livres, para a qual se tinha qualificado com o melhor tempo das eliminatórias, à frente do recordista mundial absoluto, o romeno David Popovici.

Após a conquista do terceiro título mundial, Diogo Ribeiro, visivelmente emocionado, agradeceu a quem o apoiou, nomeadamente na piscina peruana.

"Foi muito difícil, um ano muito tenso", referiu o nadador português, prometendo "habituar-se a este ritmo de vitórias".