Cultura

Pedro Adão e Silva quer ver a cultura como instrumento de inclusão. E entretanto canta, dança e come hambúrgueres

23 novembro 2022 17:07

Ana Baião

Ana Baião

Fotojornalista

ana baiao

O terceiro percurso “Cultura que somos”, ideia de Pedro Adão e Silva para dar a conhecer projetos artísticos que favoreçam a inclusão, tirou o ministro do gabinete no Palácio da Ajuda, levando-o a pontos de resistência cultural em Lisboa, Leiria e Coimbra. Locais onde encontrou pessoas com experiências de doença mental, jovens reclusos, bailarinos e músicos com deficiências motoras e cognitivas. Exemplos escolhidos para dar visibilidade a iniciativas que vão muito para lá do assistencialismo. É de arte e cultura que se quer falar

23 novembro 2022 17:07

Ana Baião

Ana Baião

Fotojornalista

A primeira paragem foi no Manicómio. Bem cedo, a porta ainda parecia fechada em Xabregas, uma zona antiga de Lisboa, em plena revitalização pela ocupação de uma população mais jovem, dedicada às artes e às novas tecnologias. Trendy, portanto, ou cool, como fica bem se dizer agora.