Crónica

A única testemunha

4 agosto 2022 15:05

Uma crónica sobre o mundo tal como o desconhecemos, dos grandes temas da atualidade às questões insignificantes do quotidiano

4 agosto 2022 15:05

O nome dela não era Cristina. Mas não tenho coragem de escrever o verdadeiro nome. É preciso ir aos poucos, mesmo quando se escreve e mal se vê a fronteira entre verdade e mentira. A Cristina conseguia ler-me os pensamentos. Era o que eu pensava na altura e, se a minha teoria está certa, ela também conseguia ler esse pensamento e assim exercia sobre mim um domínio tirânico de que abdicava não sei porquê.