Coronavírus

Covid-19: População residente em Portugal com imunidade de 95,8%

20 setembro 2022 19:36

joe raedle/getty images

Dados do Inquérito Serológico Nacional Covid-19 revelam um aumento de cerca de 10% em relação a novembro de 2021, quando a imunidade abarcava 86,4% da população

20 setembro 2022 19:36

O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge refere, num comunicado divulgado esta quinta-feira, que quase toda a população residente em Portugal adquiriu anticorpos específicos contra o SARS-Cov-2, atingindo uma taxa de 95,8%.

Os dados da 4.ª fase do Inquérito Serológico Nacional Covid-19, realizado entre 27 de abril e 8 de junho, revelam um aumento de cerca de 10% da imunidade, comparativamente com os 86,4% registados de setembro a novembro de 2021.

Os resultados indicam também que a seroprevalência total “foi mais elevada no grupo etário entre os 20 e os 29 anos (98,6%) e na região Norte (96,8%), embora aumentos semelhantes tenham sido observados em todos os grupos etários acima dos 20 anos, inclusive no grupo etário acima dos 70 anos, no qual a seroprevalência estimada foi de 97,2%”, refere o comunicado.

É nas crianças com menos de 10 anos que se observou uma seroprevalência mais reduzida: 76,2% entre os 0-4 anos e 78,7% entre os 5-9 anos.

Na faixa etária abaixo dos 20 anos verificou-se “um maior aumento da seroprevalência”, de acordo com o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge.

As pessoas entre os 50 e os 59 anos são aquelas que apresentam níveis de anticorpos mais elevados, enquanto os níveis mais reduzidos foram encontrados nas crianças abaixo dos 10 anos.

Isto indica que “os indivíduos vacinados e que tiveram uma infeção por SARS-CoV-2 se mantêm como aqueles com níveis de anticorpos mais elevados”, lê-se no comunicado.

O Algarve continua a ser a região com menor seroprevalência (91,7%), “provavelmente relacionada com menor cobertura vacinal”, e a região Norte como aquela que tem uma seroprevalência mais elevada.