O prato forte da jornada

Chaves vs Estoril: Arroz de fumeiro ou Amêijoas à marinheira?

28 setembro 2022 11:43

Este sábado, no Estádio Municipal Engenheiro Manuel Branco Teixeira, o Desportivo de Chaves recebe o Estoril, em jogo a contar para a oitava jornada da Primeira Liga de Futebol. Frente a frente, mas à mesa, alinham o “Arroz de fumeiro” e as “Amêijoas à Marinheiro”. O Prato Forte da Jornada é uma iniciativa Boa Cama Boa Mesa, com o apoio da Betclic.

28 setembro 2022 11:43

Naquele que é o estádio localizado mais a norte do território nacional, este sábado (18h00), defrontam-se, a contar para a oitava jornada da Primeira Liga de futebol, as equipas do Grupo Desportivo de Chaves e do Grupo Desportivo Estoril Praia. Em antecipação deste confronto no relvado, à mesa alinham o “Arroz de fumeiro” do restaurante O Carvalho, capitaneado por Ilda Lobo e as “Amêijoas à marinheira” do restaurante O Muchaxo, sob os comandos de António Muchaxo.

Grupo Desportivo de Chaves – “Arroz de fumeiro”

Arroz de fumeiro

Arroz de fumeiro

Em Chaves, é com orgulho que Ilda Lobo coloca o cachecol sobre os ombros, para se deixar fotografar a representar o clube da terra onde tem o coração: o Desportivo de Chaves. Sempre presente, na memória, estão os dias agitados da abertura, no dia 8 de agosto, já lá vão trinta anos de altos e baixos. Mas, Ilda nunca desanimou e, tal como nessa época, abre as portas do restaurante, coloca o avental e toma conta da cozinha, com mão firme e tempero delicado. Tem, igualmente, brio em afirmar que, todos os enchidos servidos na casa são feitos por ela e pelas colaboradoras, em Nogueira da Montanha, numa cozinha de produção, onde a filha mais velha assume posição de destaque. Hoje, Ilda Lobo já perdeu a conta aos jogadores, treinadores e dirigentes do clube, também conhecidos por “flavienses” e “valentes transmontanos” que se sentaram nas mesas do restaurante, a par das muitas figuras públicas que, atraídas pela comida de conforto e pelo ambiente acolhedor e familiar que sempre caracterizou O Carvalho. Procuram a qualidade dos produtos, do peixe fresco, à carne da região, e, claro, o fumeiro caseiro do qual o “Arroz de fumeiro” (€18,50) é o porta-estandarte.

Ilda Lobo aposta no Arroz de fumeiro como prato vencedor

Ilda Lobo aposta no Arroz de fumeiro como prato vencedor

Para Ilda Lobo não há segredos. São os produtos que fazem brilhar a comida, sempre servidos na época certa, sem truques, nem artifícios. Começa tudo na produção de enchidos, secos de forma tradicional, com lenha de carvalho. Prepara-se um refogado com azeite, alho, cebola e louro, ao qual se adiciona o fumeiro para fazer a calda. À parte, coze-se o feijão, aproveita-se a água para juntar ao refogado já com os enchidos e finalmente o arroz. Finaliza-se com a couve e com a cenoura, deixa-se levantar fervura e.. está pronto a servir! O restaurante O Carvalho (Alameda de Tabolado, Largo das Caldas, Chaves. Tel. 276321727) encerra ao domingo ao jantar e à segunda-feira.

Grupo Desportivo Estoril Praia - “Amêijoas à marinheira”

Amêijoas à marinheira

Amêijoas à marinheira

É com saudades que António Muchaxo recorda os dias em que se fez sócio do Estoril Praia, o clube que sempre lhe encheu o coração. É o sócio número 60 e está ligado ao emblema “canarinho” praticamente desde que nasceu. Recorda ainda a amizade com vários jogadores e treinadores do clube, entre os quais, o atual selecionador nacional Fernando Santos, que iniciou a carreira de treinador do Estoril Praia na época de 1986/87. De igual modo, é saudosista quando recorda o curto percurso, da praia até à Estalagem Muchaxo, no Guincho, feito de adversidades e luta, mas que lhe rechearam a vida de alegrias. Foi em 1945 que abriu a Barraca, um espaço sem água, nem luz, cujo serviço era feito num chão de areia. Foi crescendo devagar, e graças à fama e ao prestígio alcançados, consegue adquirir o espaço da antiga fortaleza, datada do século XVII.

António Muchaxo contra ataca com a Amêijoas à marinheiro

António Muchaxo contra ataca com a Amêijoas à marinheiro

Em 1964, após extensas obras na Bateria da Galé, a Barraca passa a designar-se Estalagem Muchaxo, com 17 quartos, restaurante e bar. Hoje tem 60 alojamentos. António Muchaxo recorda com saudades a passagem de Walt Disney, de Henry Ford II ou Aldo Moro, para citar apenas alguns, bem como os grandes eventos realizados na estalagem, como a boda de casamento do general Ramalho Eanes, o almoço de despedida de solteira da princesa Maria Pia de Saboia ou o pedido de casamento da princesa da Grécia por D. Juan Carlos, hoje, Rei Emérito de Espanha. Os peixes frescos e os mariscos foram sempre o emblema da casa e o fator maior de atração para a chegada dos clientes ao Guincho. As “Amêijoas à Marinheira” (€16), uma receita criada em 1964 e atualizada pontualmente, mantém-se no topo das preferências. Na essência, primeiro prepara-se um creme à base de natas, depois junta-se cebola, o alho e ajustam-se os temperos, consoante a qualidade e o tamanho das amêijoas. Há muitas variações deste prato, mas o segredo da receita do Restaurante Muchaxo (Praia do Guincho, Cascais. Tel. 214870221) mantém-se guardada a sete chaves na cozinha.

O Prato Forte da Jornada é uma iniciativa Boa Cama Boa Mesa, com o apoio da Betclic, que ao longo de toda a temporada vai colocar em confronto as receitas tradicionais das regiões dos clubes que disputam a Primeira Liga de Futebol. Para a semana saiba que pratos representam o Casa Pia e o Vizela.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook, no Instagram e no Twitter!