A vida de saltos altos

Uma em cada cinco mulheres é viciada em compras (com vídeo)

8 fevereiro 2011 12:30

Ana Areal (sapato nº 37) (www. expresso.pt)

Sabia que a oniomania (ser viciado em compras) é tal e qual como o vício do jogo ou das drogas, mas é mais discreto e sobretudo ainda pouco diagnosticado? Conheça os sintomas e os efeitos secundários.

8 fevereiro 2011 12:30

Ana Areal (sapato nº 37) (www. expresso.pt)

Ter o vício das compras ou sofrer de oniomania (termo médico aplicado) é considerado uma doença de foro psicológico maníaco-compulsivo e infelizmente atinge um número bem elevado de pessoas na nossa sociedade. Aquela que é a sociedade de consumo.

A oniomania afeta sobretudo as mulheres, há estudos que chegam mesmo a concluir que "uma em cada cinco mulheres é viciada em compras".

Normalmente são mulheres com baixa auto-estima, carentes ou pouco valorizadas e, por isso mesmo, procuram alguma compensação e satisfação pessoal nos produtos que compram (roupa, sapatos, malas, joias, etc).

O problema é que, de um modo geral, o prazer  que se pode tirar no consumo é efémero, pois não costuma proporcionar grandes satisfações para lá do momento da compra propriamente dita. Bem pelo contrário, no caso do vício das compras não passa de um prazer momentâneo, que rapidamente se transforma em vazio e sentimento de culpa.

Pior do que isto são as consequências que esta perturbação pode causar a médio prazo e que não raras vezes podem ser verdadeiramente devastadoras.

1. Divórcios: As discussões não param entre o casal, já que o marido não percebe por que razão a mulher gasta rios de dinheiro em compras;

2. Carreira profissional ameaçada: Desatenção permanente no emprego, já que o sentimento de culpa por ter gasto tanto dinheiro começa a pesar;

3. Dívidas: Os cartões de crédito "estoiraram" e as dívidas a aumentar;

4. Falência familiar: Muitas mulheres ficam com ordenados penhorados e chegam mesmo a ter de vender os últimos bens;

5. Depressão: O desespero leva à depressão. Até porque se a mulher conseguiu arruinar de vez com a família e o emprego, o sentimento de culpa transforma-se rapidamente em depressão profunda;

6. Suicídio: Infelizmente, os casos de pessoas que não procuraram ajuda e começaram a não ver qualquer saída, chegam por vezes ao suicídio, tal como acontece, por exemplo, com o vício do jogo.

No entanto, há formas de detetarmos se nós ou quem nos rodeia pode ser uma potencial dependente de compras e sofrer de oniomania.

1. Sentir uma vontade urgente em ir ao supermercado ou ao shopping mesmo sem ter nada para comprar;

2. Fazer compras apenas para melhorar o seu estado depressivo ou mau humor;

3. Saber que já não há dinheiro disponível, mas mesmo assim ir comprar;

4. Sentir-se muito deprimida ou triste após ter comprado muitas coisas ao seu gosto;

5. Arrepender-se ou sentir-se muito culpada por ter comprado coisas que realmente não precisava;

.Sabia que a oniomania é identificada por psiquiatras desde 1900, mas só agora é que está a atingir proporções verdadeiramente epidémicas? 

."Um relatório da União Europeia revelou recentemente que metade das adolescentes entre 14 e 18 anos na Escócia, Itália e Espanha têm sintomas de oniomania e 8 por cento mostram sintomas de obsessão compulsiva patológica."

."Especialistas acreditam que dez por cento da população mundial, e possivelmente vinte por cento das mulheres, são compradoras maníacas e compulsivas."

A Vida de Saltos Altos também está presente no Facebook. Na página desta popular rede social qualquer um pode ser fã deste blogue. Clique para visitar.

A Vida de Saltos Altos é presença assídua no Twitter, onde estão todos os posts deste blogue. Junte-se às pessoas que aí nos seguem. Clique para visitar.