Blitz

Billy Corgan diz que pagou a um "hacker" para que novo disco de Smashing Pumpkins não caísse na net antes do tempo

Billy Corgan diz que pagou a um "hacker" para que novo disco de Smashing Pumpkins não caísse na net antes do tempo
Getty Images

Com novo trabalho, de título "Atum", nas lojas, Billy Corgan garante que teve de pagar do seu bolso a um pirata informático para evitar um "leak". E que o FBI esteve envolvido

Billy Corgan revelou ter pago a um hacker para que este não colocasse na net, antes do tempo, as canções do novo álbum dos Smashing Pumpkins, “Atum”.

Em entrevista ao programa de rádio “Klein/Ally Show”, da norte-americana KROQ, o músico afirmou que um pirata informático teve acesso a nove dos temas do disco, há seis meses.

“Eram as canções mais orelhudas”, disse. “Era como se estivesse a lançar o disco antes sequer de estar preparado”.

Corgan afirmou não saber como é que o hacker teve acesso às canções, mas disse ter sido alertado para o potencial leak por um fã. O músico pagou, então, ao pirata informático, de forma a obter novamente os ficheiros das canções e impedir o leak.

“E [o hacker] tinha mais coisas de outros artistas”, disse. “Coisas chocantes, cenas clássicas, de bandas do passado a preparar, provavelmente, reedições. Julgo que nada disso caiu na net”.

Segundo Corgan, o hacker terá sido intercetado pelo FBI, mas o líder dos Smashing Pumpkins ainda não sabe o resultado dessa investigação.

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: blitz@impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas