Blitz

Aurea: “Tenho 35 anos, se calhar ainda estou no prazo de validade, não é? Os homens têm a vida inteira para fazer tudo o que querem”

Áurea
Áurea
Rita Carmo

“Os tempos evoluíram, nós evoluímos. Por amor de Deus, comecem a ouvir aquilo que realmente é importante. Nós [mulheres] somos muito mais do que um invólucro”. Aurea insurge-se, no Posto Emissor, contra a diferença de tratamento entre homens e mulheres

Aurea insurgiu-se contra a diferença de tratamento entre homens e mulheres no podcast Posto Emissor. “É inconcebível, nos dias de hoje, nós mulheres pensarmos que temos um prazo de validade. Os homens têm uma vida inteira para fazer tudo aquilo que querem”, começa por dizer.

“Os tempos evoluíram, nós evoluímos. Por amor de Deus, comecem a ouvir aquilo que realmente é importante. Nós [mulheres] somos muito mais do que um invólucro”, continua a artista, “tenho 35 anos, se calhar ainda estou no prazo de validade, não é?”.

Ouça a resposta completa a partir dos 44 minutos e 38 segundos.

Relacionados

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: blitz@impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas