Blitz

Win Butler, vocalista dos Arcade Fire, novamente acusado de comportamento “manipulativo” e “agressivo” por uma mulher

Win Butler, dos Arcade Fire
Win Butler, dos Arcade Fire
Getty Images

Há uma quinta mulher a acusar o vocalista dos Arcade Fire de se ter comportado de modo impróprio. Alega ter passado por uma “relação emocionalmente abusiva” com Win Butler. A banda canadiana regressa a Portugal para um concerto no próximo verão

Win Butler voltou a ser acusado de comportamento “manipulativo” e “agressivo”. A “Pitchfork” ouviu o depoimento de uma mulher que diz ter estado “numa relação emocionalmente abusiva” com o vocalista dos Arcade Fire.

“Foi tóxico. Abusou das dinâmicas de poder existentes entre nós para explorar o meu corpo, em alturas convenientes para ele”, contou a mulher, não identificada, à “Pitchfork”.

É a quinta mulher a acusar Butler de comportamento sexual impróprio, depois de quatro outras o terem feito, no final de agosto. O espectro dessas acusações pairou sobre a subsequente digressão dos Arcade Fire, que passou por Lisboa.

O músico admitiu ter tido relações fora do casamento, mas fez notar que todas elas foram consensuais. “Nunca toquei numa mulher contra sua vontade”, afirmou.

Os Arcade Fire irão regressar a Portugal em 2023, para um concerto no festival MEO Kalorama.

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: clubeexpresso@expresso.impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas