Blitz

Diogo Piçarra: “O meu primeiro casting do ‘Ídolos’ não existe, não apareceu”

3 outubro 2022 17:44

Diogo Piçarra

rita carmo

“Se dependesse do programa se calhar eu não tinha passado, porque não era um candidato com uma história forte e com uma voz normal. Ter continuado, se calhar, foi uma decisão dos jurados”. Diogo Piçarra recorda, no Posto Emissor, o início do seu percurso vitorioso no programa de talentos “Ídolos”

3 outubro 2022 17:44

Diogo Piçarra recordou, no podcast Posto Emissor, a sua passagem pelo “Ídolos”, revelando que o seu primeiro casting não chegou a ser transmitido. Três anos depois de ter tentado a sua sorte sem passar à fase final, em 2012 o cantor foi selecionado pelos jurados - Bárbara Guimarães, Manuel Moura dos Santos, Pedro Abrunhosa e Tony Carreira - e acabou mesmo por vencer a quinta edição do programa de talentos vocais.

“O meu primeiro casting não existe, não apareceu. Até cantei uma versão do Pedro Abrunhosa e ele estava lá presente, à minha frente”, começa por dizer o cantor, “eu continuar, se calhar, foi uma decisão dos jurados. Se dependesse do programa se calhar não tinha passado, porque não era um candidato com uma história mais forte e com uma voz normal”.

Ouça a partir dos 30 minutos e 54 segundos.