ARQUIVO Desporto - Tribuna

Euro-2020 será realizado em vários países europeus

6 dezembro 2012 16:41

Mariana Cabral (www.expresso.pt)

UEFA anunciou hoje à tarde que o Europeu de futebol de 2020 será disputado em várias cidades europeias, deixando de ser jogado apenas num país, como acontecia até agora.

6 dezembro 2012 16:41

Mariana Cabral (www.expresso.pt)

Quando Michel Platini disse, em junho, que idealizava o Europeu do futuro em vários países diferentes, o mundo do futebol terá sido obrigado a conter uma gargalhada. Contudo, o que inicialmente parecia uma quimera do presidente da UEFA, tornou-se hoje uma ideia palpável.

Reunido em Lausanne, na Suíça, o Comité Executivo do organismo que rege o futebol europeu decidiu que o Euro-2020 será, de facto, realizado em várias cidades europeias de diferentes países, ao contrário do que sucedia até agora, em que a prova era disputada apenas num único país.

No máximo, o torneio realizava-se simultaneamente em dois países, como aconteceu no ano passado, na Polónia e na Ucrânia, ou em 2008, na Suíça e na Áustria.

"Tomámos decisões muito importantes. O Euro-2020 vai ser realizado por todo o continente europeu, em várias cidades, de acordo com o que decidimos hoje. Um Euro para toda a Europa, uma ideia inicial do presidente da UEFA, Michel Platini. A resposta de todas as federações tem sido muito positiva", explicou o secretário-geral do organismo, Gianni Infantino.

FPF quer jogos em Portugal

Depois de conhecida a decisão, o presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes congratulou-se e adiantou que gostava de ter alguns jogos da prova em Portugal.

"Temos a certeza que a UEFA reconhece à FPF capacidade de organização de grandes eventos e não deixará de ter isso em atenção, bem como as infraestruturas existentes em Portugal", explicou Fernando Gomes, exemplificando com a final da Liga dos Campeões, que será realizada no Estádio da Luz em 2014.

"Esta decisão dá a Portugal a oportunidade de acolher numa ou noutra cidade, num ou noutro estádio construído para o Euro-2004, jogos do Euro-2020", concluiu, antes de louvar novamente a ideia, pelo "período de grandes dificuldades financeiras" que a Europa atravessa e por a UEFA congregar uma "visão política global e futebolística".

Já hoje de manhã o presidente da Federação Portuguesa de Futebol se tinha manifestado a favor da proposta de Platini. "Encaro essa opção como uma experiência que pode ser muito interessante sob vários pontos de vista e que seria uma forma invulgar e arrojada de comemorar os 60 anos de Campeonatos da Europa", disse então, em declarações à agência Lusa.

Os pormenores sobre o formato do torneio ainda vão ser decididos pela UEFA, mas as federações já poderão candidatar-se à organização da prova em março. A escolha das cidades será anunciada em março de 2014.

O Europeu de 2016 ainda será realizado nos moldes habituais, em França.