Atualidade / Arquivo

Manoel de Oliveira regressa a "Amor de Perdição"

30 março 2012 17:50

Valdemar Cruz (www.expresso.pt)

Filme é projetado no ãmbito de uma homenagem de Guimarães Capital da Cultura aos 150 anos da obra de Camilo Castelo Branco

30 março 2012 17:50

Valdemar Cruz (www.expresso.pt)

O mais velho realizador do mundo ainda em atividade não para. Domingo, dia 1, estará  às 20h45 no Centro de Artes e Espetáculos São Mamede, em Guimarães, para acompanhar a exibição do seu filme "Amor de Perdição", datado de 1978 e com o qual se encerra o ciclo que presta homenagem aos 150 anos da obra de Camilo Castelo Branco.

Manoel de Oliveira é um dos grandes nomes do mundo do cinema que integra o projeto "Histórias do Cinema" da Capital Europeia da Cultura.

Oliveira vai produzir uma curta-metragem que será, por sua vez, integrada numa longa-metragem composta por várias histórias de diferentes realizadores com projeção internacional, como Jean-Luc Godard, Aki Kaurismaki ou Victor Erice.

O ciclo "Amor de perdição" incluiu a apresentação de três produções cinematográficas que, em diferentes contextos, adaptaram o livro de Camilo Castelo Branco.

O primeiro filme apresentado teve a assinatura de George Pallu, foi realizado em 1921 e contou com acompanhamento ao piano por Nicolas McNair. O trabalho de António Lopes Ribeiro, datado de 1943, foi o segundo a ser apresentado e contou com a presença de Cármen Dolores, uma das atrizes que protagonizou o filme.